• Nina Fernández

Entre amigos 🧡

Atualizado: 11 de Dez de 2020


O episódio de hoje é tudo – ou quase tudo – que mais me representa nessa temporada inteira.

Se tem uma coisa que eu faço é receber amigos em casa e preparar muitos quitutes para eles comerem 🧡

Durante essa tarde despretensiosa em casa eu contei com a ajuda do Nery Owczarzak, querido amigo e chef do Porco Amigo Bar, um dos meus bares preferidos no Rio de Janeiro.


O Nery, além de amar uma carne de porco, ama também as tapas, conceito espanhol para “belisquete”. Você coloca pequenas porções de um montão de coisas – normalmente para se comer com as mãos e acompanhar uma taça de vinho ou um copo gelado de cerveja.


Foram algumas receitas – da mais simples a mais complexa – para degustarmos.

Além dessas receitas que o Nery me passou eu trouxe um ingrediente especial: o afeto.

Pode entrar e se deliciar.




Amêndoas picantes

• Amêndoas sem casca

• Azeita

• Sal

• Páprica picante

Jogar a amêndoa no forno a 180 graus com todos os ingredientes por cima. Deixar uns 10 minutos, no máximo.


Azeitonas marinadas

• Azeitonas chilenas – eu só gosto de azeitona com caroço, vale dar uma leve cortada nela para pegar melhor o sabor da marinada.

• Azeite

• Limão siciliano

• Pimenta do reino

• Cebola

• Alho

• Ervas (alecrim e tomilho)

Misturar tudo e deixar marinado por pelo menos 01hora. Depois é só servir.


Queijo de cabra servido com uma geleia de tomate servido com pão

• Queijo de cabra tipo boursin (um vidro)

• 01 kg tomate (sem pele e sem semente)

• Açúcar (100 gramas)

• ½ limão siciliano

Tirar a pele e a semente do tomate e picar miudinho. Jogar na panela com o açúcar e o sumo do limão e deixar reduzir até ficar com ponto de geleia.


Pan con tomate

• Pão de longa fermentação

• Alho

• Tomate

• Azeite

• Flor de sal

Ralar o tomate e deixar ele temperado com azeite. Esfregar o alho no pão e levar ao forno para ficar torrado, depois colocar o tomate por cima e jogar o sal.


Pincho de chistorra/chorizo e batata

• Batata calabresa

• Chistorra/Chorizo

• Sal

• Azeite

Cortar as batatinhas em dois, alternar com a rodela do chistorra/chorizo. Se quiser dar uma levantada, joga uma páprica na batata.


Polvo com batatas e páprica

• 2 polvos médios

• 1 cebola grande

• 4 dentes de alho

• E alho-poró

• Buquê de ervas (tomilho, alecrim e sálvia)

• 1 cenoura grande

• Páprica picante

• Sal

• Azeite

• Batata (cozida em água, sal e azeite)

Em uma panela com água: jogar os temperos acima e deixar chegar no ponto máximo de fervura da água. Quando chegar na fervura máxima, dar três sustos de 05 segundos no polvo (mergulhar, e tirar da água), depois do terceiro deixar 45 minutos cozinhando.

Retirar o polvo e resfriar na hora com água fria.

Deixar esfriar e cortar os tentáculos em aproximadamente 2 cm; esquentar bem a melhor frigideira que você tiver com azeite. Dourar a batata levemente, e jogar o polvo – sem mexer – deixa cozinhando até os tentáculos começarem a pipocar – isso vai deixar o polvo crocante.

Misturar a páprica picante e servir.


Costela glaceada servida com purê de maçã e azeite de ervas!

• Costela suína Aurora

• Pimenta do reino

• Sal

• Cebola

• Cenoura

• Aipo

• Alho poró

• Alho

• Cachaça (ou outra bebida forte)

• Buquê de ervas (alecrim, tomilho, salsinha e louro)

• Azeite

Purê de maça foi a sugestão do Nery, mas como tinha sobrado bastante geleia de tomate resolvi não desperdiçar. Mas de qualquer forma coloco aqui sua

• Maça verde (1kg)

• Açúcar (100 gramas)

Marcar (selar o fundo com os legumes depois a costela – marcar bem mesmo, deixar grudar e criar aquela crostinha no fundo da panela). Deglaçar com a cachaça e limpar o fundo com esse líquido. Cobrir o conteúdo da panela com água (suficiente para cobrir mesmo).

Deixar cozinhando em fogo baixo, retirar a costela da panela quando ela estiver soltando do osso. Deixar o caldo reduzir até ficar viscoso.

Se quiser pode colocar qualquer parte de cartilagem do porco, assim você libera mais gelatina para o caldo.

Para finalizar, marcar a costela com azeite de todos os lados e depois ir glaciando a costela com o caldo do cozimento até ele começar a grudar na costela.

Para o purê: cortar a maça grosseiramente e com casca(tirar o miolo), jogar na frigideira para dourar um pouco. Depois jogar o açúcar e um pouco de agua e deixar cozinhando até que fique uma consistência de purê. Amassar no garfo, de forma grosseira mesmo.

Se quiser algo mais fino, passar no triturador.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo